• Domingo, 19 de Setembro de 2021
  1. Home
  2. Geral
  3. Mais Prêmios! Filme catarinense 'Albertina' vence agora na França

Geral

Mais Prêmios! Filme catarinense 'Albertina' vence agora na França

Depois de vencer o festival WICA em Los Angeles, o filme catarinense "Albertina" recebe prêmio de Melhor Filme Biográfico e ainda em outras vence cinco categorias em festival de cinema francês.

O longa-metragem Albertina(2020) venceu em cinco categorias do Cannes World Film Festival: Melhor filme biográfico, melhor diretor de longa-metragem, melhor cinematografia, melhor atriz estreante e melhor atriz infantil.

A história de Albertina Berkenbrock está rodando o mundo através do filme nos festivais de cinema, agora na sua terceira participação no continente europeu. O filme recebe prêmio de melhor filme biográfico no Cannes World Film Festival da França. A obra ainda recebeu os seguintes prêmios:

Melhor diretor de longa-metragem:

O prêmio de melhor diretor de longa-metragem foi entregue ao urussanguense Luiz Fernando F. Machado, produtor executivo, diretor e montador em Albertina(2020), o prêmio é uma conquista de todo o departamento de direção, inclusive dos estagiários, alunos do curso popular de cinema aplicado pela Companhia Boanova de Cinema Regional em Imaruí.

Melhor Cinematografia:

Marx Vamerlatti recebeu o prêmio de melhor cinematografia do festival, o diretor de fotografia araranguaense faz parte da equipe de diretores e professores da Companhia Boanova de Cinema Regional em projetos da Estética da Sopa de Pedra e trabalha com grandes produtoras do Brasil, recentemente foi diretor de fotografia dos longa-metragens inéditos Achados Não Procurados com direção de Fabiana Heilmann Penna e .Porto Príncipe de Maria Emília Azevedo.

É o segundo prêmio de melhor cinematografia conquistado por Marx com seu trabalho em Albertina(2020), o primeiro foi concedido em 19 de julho no World International Film Awards em Los Angeles.

Melhor Atriz Infantil em longa-metragem e melhor atriz estreante

O Prêmio de melhor atriz infantil foi entregue a Suieny Espíndola de nove anos de idade, moradora de Imaruí que protagonizou no longa o papel de Albertina na primeira fase do filme. Sua irmã Jhulieny Espíndola de quatorze anos de idade protagonizou o papel de Albertina na segunda Fase, Jhulieny recebeu o prêmio de melhor atriz estreante. As duas irmãs que nunca haviam atuado foram preparadas pela equipe da Companhia Boanova de Cinema Regional desde o início do curso popular de cinema até o momento da seleção de elenco, preparação de atores e gravações. Imaruí e Santa Catarina devem sentir muito orgulho destas duas meninas devotas de Albertina, queridas, inteligentes, educadas e muito dedicadas, durante o curso popular de cinema elas se revelaram grandes atrizes!

Suieny e Jhulieny foram destaques no Cannes World Film Festival e estão esculpindo seus nomes na história do cinema catarinense com seus prêmios de internacionais de melhores atrizes conquistados pelo trabalho em Albertina. Em 19 de julho cada uma já havia brilhado e conquistado o prêmio de melhor atriz em Los Angeles no World International Cinema Awards.

Fonte: Assessoria de Comunicação 

Içara: mulher encontrada em rio estava nua e com saco plástico na cabeça Próximo

Içara: mulher encontrada em rio estava nua e com saco plástico na cabeça

Polícia prende em SC influenciador digital por suspeita de estupro de vulnerável Anterior

Polícia prende em SC influenciador digital por suspeita de estupro de vulnerável

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.