• Domingo, 29 de Março de 2020
  1. Home
  2. Imprensa livre
  3. A crise da democracia representativa no Brasil.

Imprensa livre

A crise da democracia representativa no Brasil.

Passaram-se pouco mais de 30 anos da promulgação da nossa almejada constituição cidadã que colocou fim a um regime ditatorial no Brasil. A carta magna brasileira trouxe consigo a esperança de um regime democrático com a garantia do voto direto para a escolha dos representantes políticos do povo, além de inúmeras outras garantias inerentes da democracia.

A euforia e a espera por dias melhoras eram os sentimentos dominantes nas ruas brasileiras, finalmente o povo poderia ir até as urnas e escolher aqueles que iriam representa-los tanto no poder executivo quanto no legislativo, impulsionando os debates políticos e ampliando a discussão de ideias que os partidos políticos traziam para ser transmitido em horário nobre. De fato o povo se sentia parte do processo, mais do que isso, ostentava o sentimento de cidadão, de poder exercer o seu direito de escolha e atuar ativamente no futuro de seu país.

Porém, ao recortar esse período histórico e coloca-lo ao lado dos dias atuais, percebe-se que esse já não é o sentimento dominante nas casas brasileiras. Um profundo e amargo desgosto pelos representantes da classe política e a descrença no debate ou discurso ideológico é o que impera em qualquer conversa sobre o assunto, a aversão à política é o denominador comum entre nossas comunidades. Tal sentimento alcança inclusive a descrença em outros poderes não representativos, como o poder judiciário, onde sua instância maior, o STF, é achincalhado e menosprezado na maioria das conversas.

O que aconteceu para que, em 30 anos, o mesmo povo que comemorou a volta da democracia e o direito em poder escolher seus representantes, agora não deposita nenhuma esperança nos mesmos escolhidos ou sequer no processo democrático? Frases como “tem que fechar o congresso” ou “é preciso acabar com o STF”, pedidos de “queremos os militares de volta”, além dos surpreendentes votos nulos que aumentam a cada eleição que passa, ilustram esse sentimento de sua maneira mais caricata possível.

A grande verdade é que o povo, através do medo e da insegurança que atravessa nas ruas, da dificuldade em manter sua família alimentada, das insultantes condições de trabalho que lhe são impostas (quando se tem trabalho), além de outros dramas da vida brasileira, somadas às eternas promessas frustradas de dias melhores que aparecem de 2 em 2 anos, fez com que a democracia fosse colocada em cheque e sendo interpretada pela população como um regime que talvez não tenha dado certo.

A incompetência com que os nossos políticos regem essa nação coloca um alvo gigantesco nas costas do regime democrático, não devemos ficar surpresos se a corrente de opinião que defende a volta de uma ditadura militar for majoritária em pouquíssimos anos.

Família de araranguaense que está no The Voice Kids comenta conquista Anterior

Família de araranguaense que está no The Voice Kids comenta conquista

Escolas e creches do Arroio iniciam ano letivo Próximo

Escolas e creches do Arroio iniciam ano letivo

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.