• Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020
  1. Home
  2. Imprensa livre
  3. GACIS trabalha pelo respeito as diferenças

Imprensa livre

GACIS trabalha pelo respeito as diferenças

Grupo de Apoio a Conscientização da Inclusão Social está mobilizado desde 2018. Durante a pandemia as atividades são virtuais

 

O Grupo de Apoio a Conscientização da Inclusão Social (GACIS), de Balneário Gaivota, tem como objetivo geral a conscientização e divulgação do respeito as diferenças. O Grupo sem fins lucrativos e econômicos foi criado em 2018 e permanece atuante, mobilizado e atualizado com as demandas sociais.

De acordo com a coordenadora do Gacis (Grupo de Apoio a Conscientização da Inclusão Social), Paula Sperfeld, o GACIS  foi criado a partir da importância da inclusão social de maneira geral. “O mais importante de tudo é a conscientização. A ideia do GACIS é polarizar a informação, sabendo que a luta é gradativa e constante. Precisamos de mais pessoas para contribuir nessa batalha, junte-se a nós você também”, convida a coordenadora Paula.

Paula observa que as diferenças enriquecem a vida de todos. “Nossa cultura tem uma experiência ainda pequena em relação à inclusão social, com pessoas que ainda criticam a igualdade de direitos e não querem cooperar com aqueles que fogem dos padrões de normalidade estabelecido por um grupo que é maioria. E diante dos olhos deles, também somos diferentes. A inclusão está ligada a todas as pessoas que não têm as mesmas oportunidades dentro da sociedade. Mas os excluídos socialmente são também os que não possuem condições financeiras dentro dos padrões impostos pela sociedade, além dos idosos, os negros e as pessoas com deficiências físicas, como cadeirantes, deficientes visuais, auditivos e mentais. Existem as leis específicas para cada área, como a das cotas de vagas nas universidades, em relação aos negros, e as que tratam da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho”, esclarece Paula.

A coordenadora do GACIS acrescenta ainda que é bom lembrar que as diferenças se fazem iguais quando essas pessoas são colocadas em um grupo que as aceite. “Pois nos acrescentam valores morais e de respeito ao próximo, com todos tendo os mesmos direitos e recebendo as mesmas oportunidades diante da vida”. Paula lembra que o Grupo unido realiza diversas mobilizações de conscientização e obtém avanços, como a implantação das placas de trânsito com o símbolo mundial criado pelo ONU em 2015. Entre as pautas trabalhadas estão a questão da diversidade, meio ambiente e acessibilidade.

Durante a pandemia as atividades são virtuais. 

Professor Felipe Damásio esteve com outros candidatos na FVA Próximo

Professor Felipe Damásio esteve com outros candidatos na FVA

Candidatos a Prefeito de Araranguá são recebidos na FVA Anterior

Candidatos a Prefeito de Araranguá são recebidos na FVA

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.