• Sábado, 27 de Fevereiro de 2021
  1. Home
  2. Imprensa livre
  3. Nem parabéns, nem transição!

Imprensa livre

Nem parabéns, nem transição!

Faltando 35 dias para o fim do ano e também da atual Administração Municipal, o prefeito eleito de Araranguá, Cesar Cesa (MDB), na primeira foto, ainda não recebeu qualquer “sinalização” quanto ao processo de transição.

Mais do que isso: Cesar sequer foi parabenizado pelo atual prefeito por sua vitória nas urnas. O gesto não é um dever, mas representaria cortesia, educação e nobreza.

Das duas uma: ou o ato é consequência de esquecimento, ou pode ser resquício de antiga divergência política e administrativa, já que entre 2008 e 2008 Cesar foi vice-prefeito de Mariano Mazzuco Neto (PP), na segunda foto. Na época, houve discordância de ideias e posterior rompimento de convivência entre ambos.

Maior liderança política do PP de Araranguá e um dos protagonistas no cenário político municipal, Mariano está próximo de encerrar uma trajetória de duas décadas na “linha de frente” do Governo Municipal -  três vezes como prefeito, duas como vice-prefeito.

 

Presidência da câmara

Conforme já havíamos noticiado, nem bem encerraram as eleições municipais de domingo, dia 15, e já iniciou o processo que vai culminar com a escolha do presidente da Câmara de Araranguá) para o biênio 2021/2022.

O nome da vez é Pedro Paulo de Souza, o Paulinho (PSD), vereador reeleito. Nas articulações dos bastidores, o cálculo é que ele conta com votos dos cinco legisladores eleitos pela situação, além do respaldo de outros três nomes, que receberam sondagens e firmaram compromisso em apoiá-lo.

A novidade é que, essa articulação é mais abrangente, pois incluiu um acordo verbal do G-8 para que o vereador reeleito, José Carlos da Rosa, popular Neno Fontoura (PSD) - na terceira foto - suceda Paulinho, assumindo a presidência da Câmara de Araranguá na segunda metade do próximo mandato, isto é, entre 2023-2024.

Se esse planejamento realmente confirmar-se, Neno seria protagonista de uma espécie de “túnel do tempo”, ou “volta ao passado” na vida real. É que ele já foi presidente do Legislativo Municipal entre 1993/1994, assim estaria retornando ao cargo exatos 30 anos depois.

 

Telhado: reforma de R$ 232.882,20

Parece que já virou moda! Novamente é anunciada a intenção de reformar do telhado do prédio da Câmara de Vereadores de Araranguá.

Desta vez foi publicado o Edital de Tomada de Preços anunciando a previsão de investimentos de até R$ 232.882,20 com a seguinte descrição: “prestação de serviços, com fornecimento de materiais e insumos necessários a execução de reforma do telhado do prédio da Câmara de Araranguá, compreendendo melhorias como, a substituição das telhas existentes, impermeabilização das calhas de concreto e instalação de novas descidas de águas pluviais.”

De acordo com o Aviso de Licitação publicado, a tomada de preços para a referida empreitada será aberta no dia 8 de dezembro, terça-feira, a partir das 15 horas.

 

Sucessão no samae

Um dos nomes especulados para suceder José Hilson Sasso na direção geral do Serviço Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (SAMAE) é o de Jairo do Canto Costa, Jairinho.

Atual presidente do PSD, sigla que elegeu três vereadores e também o futuro vice-prefeito Tano Costa, Jairinho presidiu - com sucesso - a Câmara de Vereadores durante o biênio 2005/2006, na quarta foto.

Coincidentemente, o atual diretor do SAMAE, Hilson Sasso também é egresso da Câmara de Araranguá, da qual foi presidente entre 2011/2012. Outro fator em comum é que Sasso voltou a presidir o Partido Progressista.

 

Despedida do legislativo

Durante a sessão dessa quinta-feira à tarde, dia 26, o mais veterano entre os vereadores da atual legislatura Jacinto Dassoler (PP) utilizou à Palavra Livre para antecipar sua despedida da Casa: “Foram 24 anos e seis mandatos legislando. Agradeço a todos. Peço desculpas de magoei alguém, jamais tive essa intenção!”, ressaltou, sem esconder a emoção.

Ainda faltam seis sessões para encerrar o mandato, porém Jacinto Dassoler não conseguiu reeleger-se. “Tentei conquistar um novo mandato, mas respeito o resultado das urnas e a vontade de Deus. Um dia eu tinha que deixar a Câmara. Isso faz parte da vida”, disse.

Além disso, ele anunciou que havia agendado para sábado, dia 28 de novembro, uma cirurgia no Hospital São João Batista, em Criciúma, o que vai demandar tempo para o procedimento e recuperação.

Luzes de Natal serão acendidas neste sábado em Maracajá Próximo

Luzes de Natal serão acendidas neste sábado em Maracajá

Em alta Anterior

Em alta

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.