• Terça-feira, 27 de Julho de 2021
  1. Home
  2. Geral
  3. Prefeitura de Maracajá realiza leilão de bens inservíveis e materiais recicláveis

Geral

Prefeitura de Maracajá realiza leilão de bens inservíveis e materiais recicláveis

Maracajá

A Administração Municipal de Maracajá promove na próxima terça-feira, dia 22/06, a partir das 9h, no Centro de Eventos do Parque Ecológico, um leilão público presencial e on-line. O objetivo é se desfazer de equipamentos irrecuperáveis e antieconômicos, máquinas e materiais inservíveis ou ineficientes e mais de 140 toneladas de materiais recicláveis, retirados nos últimos meses da coleta seletiva de lixo do município, pela equipe do Centro de Triagem de Resíduos Sólidos Acendino José Capela.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e Turismo, Geraldo Leandro, ao todo são 28 lotes de produtos, que podem ser vistoriados no Centro de Triagem de Resíduos Sólidos, no Cemasas, no Parque Ecológico e na Garagem da prefeitura, até o dia do leilão. "Os materiais, com fotos ilustrativas, bem como todas as condições para participação, arremate presencial ou on-line, pagamento dos custos e demais informações estão disponíveis no site do leiloeiro oficial Machado Leiloeiro (www.machadoleiloeiro.com.br)", explica.

Ao todo serão leiloados cerca de 09 toneladas de latas de ferro, 2,4 toneladas  de latas de alumínio, 18 toneladas de papel misto, 28 toneladas de papelão prensado, mais de 40 toneladas de plásticos diversos, 2,5 toneladas de lixo eletrônico duas toneladas de ferro, 22 toneladas de tetra park  e 18 toneladas de vidros, entre outro materiais,  retirados do lixo domiciliar recolhido no município. "São mais de 140 toneladas de material reciclável que foram separados pelos servidores do Centro de Triagem nos últimos meses, que deixaram de ir para o aterro sanitário e vão se transformar em recursos para Administração, além de representarem economia por não terem sido encaminhadas ao aterro sanitário", destaca o prefeito Anibal Brambila.

Mais materiais

Além dos materiais recicláveis, que ainda têm a importância da contribuição do município para conservação do meio ambiente, serão leiloados materiais inservíveis ou antieconômicos dos setores de Assistência e Bem-Estar Social. "Um laudo técnico de avaliação, que definiu valores mínimos para cada lote, prevê que se todos os lotes forem arrematados, a Administração terá retorno superior a R$ 88 mil", conclui o prefeito.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Maracajá

Balsa deve voltar suas atividades em julho Próximo

Balsa deve voltar suas atividades em julho

Bancada do PP solicita recursos a Zé Milton para construção da APAE de Balneário Gaivota Anterior

Bancada do PP solicita recursos a Zé Milton para construção da APAE de Balneário Gaivota

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.