• Segunda-feira, 17 de Maio de 2021
  1. Home
  2. Política
  3. Disputa interna no MDB tende a fortalecer sigla

Política

Disputa interna no MDB tende a fortalecer sigla

Se em 2018 o MDB de nossa região sequer conseguiu lançar candidato a deputado estadual, pela falta de quem se dispusesse ao embate eleitoral, para 2022 está sobrando candidato. Pelo menos é isto que deixa a entender os movimentos iniciais dentro da legenda, neste sentido.

No mês passado o ex-prefeito de Turvo, Tiago Zilli, anunciou sua disposição em disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa. Com este objetivo, já realizou até mesmo três reuniões com lideranças da sigla, nos municípios de Passo de Torres, Santa Rosa do Sul e Balneário Gaivota. Nesta semana, por sua vez, quem também se credenciou a disputar a Assembleia pelo MDB foi o ex-vereador de Araranguá, Marco Antônio Mota, filho do ex-deputado estadual Manoel Mota (MDB).

Em princípio, tanto um quanto outro pretende ser o único nome do MDB de nossa região postulando o cargo de deputado estadual. Zilli já explicitou, até mesmo, que só concorreria se não houvesse nenhum outro nome do MDB na disputa, depois, por óbvio, de um processo de escolha interno, caso haja mais de um pretendente.

Em que pese a aparente falta de sintonia do MDB regional, neste momento, a possibilidade de um embate interno dentro do partido é providencial. As sucessivas candidaturas de Manoel Mota a estadual, entre 1990 e 2014, acabaram fracionando as bases do MDB em nossa região. Isto acabou facilitando sobremaneira a entrada de candidatos a deputado estadual do MDB de outras regiões aqui no Extremo Sul, a ponto da legenda nem chegar a ter candidato à Assembleia no pleito passado.

As tratativas que envolverão Zilli e Motinha nos próximos meses, com a possibilidade do surgimento até mesmo de outros nomes interessados no mesmo processo, fortificará as bases emedebistas. Depois disto, no entanto, é preciso maturidade para seguir um único caminho.

Pedágios começam a cobrar dia 2 de maio

E as propaladas praças de pedágio da BR 101, em nossa região, passarão a operar a partir do dia 2 de maio. Só aqui no Extremo Sul são duas: uma em São João do Sul, outra em Araranguá. Tarifa, que era de R$ 1,97 à época da concessão, já foi reajustada para R$ 2,10. Se o vivente quiser seguir viagem para Florianópolis, terá que pagar o mesmo valor nas praças de Tubarão, Laguna e ainda R$ 3,90 em Palhoça, isto por eixo. Em que pese todos os benefícios que uma concessionaria preste, uma pergunta nunca pode deixar de ser feita: Aonde o governo enfia o dinheiro de nossos impostos?

Paulinho Della Vechia conversa com Ângela Amin sobre BR 285

Prefeito de Ermo, Paulo Della Vechia (MDB), conversou demoradamente ontem, por telefone, com a deputada federal Ângela Amin (PP), presidente do Fórum Parlamentar Catarinense, em Brasília. O Fórum congrega todos os 16 deputados federais do Estado, como também os três senadores. Sua principal função institucional é representar as demandas de Santa Catarina, que tenham interesse estadualizado, junto ao Governo Federal. Paulinho solicitou que a deputada intermediasse tratativas junto ao Ministério da Infraestrutura, no que diz respeito ao traçado da futura BR 285, no trecho que passa por seu município. Com a conclusão da pavimentação da Serra da Rocinha, cerca de 4.500 veículos deverão passar por Ermo todos os dias. O prefeito quer que este tráfego se dê por fora do município. Até agora, no entanto, este projeto não existe.

Embelezar as cidades será um grande diferencial na pandemia

Prefeitos que investirem no embelezamento de suas cidades vão ganhar muitos pontos nesta, espera-se, reta final da pandemia. Com o contingenciamento de circulação de pessoas, aliado ao clima de pessimismo por conta da Covid-19, os ares, literalmente, estão cinzentos no inconsciente coletivo. Embelezar as cidades, investindo em ajardinamento, pinturas, e adereços novos, nas áreas centrais das sedes municipais, tende a trazer novos ares de esperanças a todos. Tal investimento se assemelhará dias de sol, depois de meses de intensa chuva.

Com Motinha no páreo, Volnei Weber fica em saia justa

Questão que envolve lançamento da pré-candidatura de Marco Antônio Mota, o Motinha, a Assembleia Legislativa, coloca o deputado estadual Volnei Weber em uma tremenda saia justa. É que Volnei disputou o pleito de 2018 com o integral apoio da família Mota em nossa região, e esperava o mesmo em 2022. Com a disposição de Motinha de postular o parlamento estadual, por óbvio, Volnei Weber perderá praticamente todo seu acesso as bases do MDB ligadas ao ex-deputado Manoel Mota, seu fiel escudeiro aqui no Extremo Sul. Motinha precisará defender a tese de uma candidatura regionalizada, como seu pai defendeu anos a fio, para alicerçar seu projeto pessoal. Caso não leve tal projeto adiante, e resolva, depois, apoiar Volnei, situação ficará bem estranha.

Rodízio do PT: Jair cumpre acordo e Sayonara de Araújo Pessoa deve legislar em maio, na Câmara Municipal Próximo

Rodízio do PT: Jair cumpre acordo e Sayonara de Araújo Pessoa deve legislar em maio, na Câmara Municipal

PGE divulga credores de precatórios habilitados em edital preliminar Anterior

PGE divulga credores de precatórios habilitados em edital preliminar

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.