• Terça-feira, 25 de Junho de 2024
  1. Home
  2. Política
  3. Eleição de 2024 deverá ser marcada por ideologias

Política

Eleição de 2024 deverá ser marcada por ideologias

Estamos há pouco menos de um ano das eleições municipais, mas já da para sentir que o mercado eleitoral irá reavivar discussões ideológicas no pleito de 2024, que será vocacionado a eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. É provável que esta seja a primeira vez no Brasil que tenhamos discussões ideológicas norteando o voto dos eleitores em uma eleição municipal. Este expediente geralmente acomete apenas eleições em nível nacional e estadual. 

O pleito de 2024, no entanto, será diferente, isto porque há quase dez anos o Brasil não para de falar em política, e tampouco parece pretender abrir mão de versas sobre a preferência ideológica de seus candidatos.  

Muitos candidatos a prefeito ou a vereador irão preferir fugir deste debate, mas provavelmente estes sejam os mais prejudicados durante a campanha do próximo ano, isto porque a maioria dos eleitores irão querer saber, afinal de contas, de que lado o seu candidato está.  

E no Brasil, quando se fala em lado, não se pode esquecer que de um lado estarão os políticos simpatizantes do bolsonarismo, e do outro os políticos simpatizantes do lulismo. Não haverá como fugir desta dualidade. Em Santa Catarina, quem estiver do lado do bolsonarismo levará vantagem. Pelo menos é isto o que nos diz os boletins de urnas das duas últimas eleições nacional e estadual. A grande questão será saber como dosar o discurso, para que ele não se torne agressivo aos ouvidos do eleitor interiorano.  

Mas ainda que sejamos um Estado vocacionado ao pensamento conservador, convém lembrar que em municípios com múltiplas candidaturas, um candidato de esquerda pode levar vantagem, afinal de contas, na última eleição estadual passada este viés ideológico recebeu 30% dos votos do eleitorado catarinense. Em uma eleição com três ou mais candidatos, quem ficar na casa dos 30% dos votos passa a ter reais chances de vitória.  

Finais 

Tempestade que atingiu Sombrio, especialmente o centro da cidade, no sábado de madrugada, trouxe um rastro de destruição comparado somente ao que ocorreu no episódio do furação Catarina, em 2004. As condições climáticas adversas, aliás, parecem não querer deixar nossa região faz um bom tempo. Especialmente no que diz respeito a destruição de parte do Colégio Catulo da Paixão Cearense, expectativa é que o Governo do Estado haja de forma emergencial, recuperando o educandário o mais rápido possível, sem a necessidade daquelas discussões intermináveis que não levam nada a lugar algum. Esperança é que o governo inicie uma operação mãos a obra ainda nesta semana.  

Ex-vereador Lucas Tadeu Coelho completa hoje duas semanas de atividades frente a Chefia de Gabinete da Prefeitura Municipal de Sombrio. De acordo com ele, os trabalhos frente a pasta têm transcorrido dentro da normalidade, sem maiores sobressaltos. Conforme o Chefe de Gabinete, o pacote de obras lançado pela prefeita Gislaine Dias da Cunha (MDB), oriundo de recursos próprios, convênios com o Governo do Estado e também fruto de financiamento, exigirá uma sintonia fina de todas as secretarias municipais para que tudo transcorra dentro da normalidade. Ele prevê que assim que as obras começarem, sua pasta será bastante exigida, para ser uma facilitadora dos trabalhos que serão desencadeados.  

Contato Internet contrata Vendedor em Sombrio Próximo

Contato Internet contrata Vendedor em Sombrio

Jovem é baleado após briga com tio em Praia Grande Anterior

Jovem é baleado após briga com tio em Praia Grande

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.