• Sábado, 04 de Dezembro de 2021
  1. Home
  2. Política
  3. Jorginho Mello diz que Bolsonaro irá para o PL dia 30

Política

Jorginho Mello diz que Bolsonaro irá para o PL dia 30

Senador Jorginho Mello diz que o presidente Jair Bolsonaro irá se filiar a seu partido, o PL, no próximo dia 30. Bolsonaro havia anunciado que se filiaria a legenda na última segunda-feira, 22, mas acabou adiando a decisão, por conta de desentendimentos internos no partido. Os tais conflitos internos acabaram resultando numa carta branca dada pelos presidentes estaduais do PL, para que o presidente nacional da sigla, Valdemar Costa Neto, passasse a negociar o ingresso de Bolsonaro sem quaisquer intromissões. De acordo com Jorginho Mello, as arestas internas foram aparadas, e o presidente ingressará no PL na terça-feira da próxima semana.

PSDB deu um tiro no pé com suas prévias

Comando nacional do PSDB diz que até o próximo domingo, dia 28, as prévias do partido, visando a escolha de seu candidato à Presidência da República, estarão concluídas. A votação era para ter sido iniciada e concluída no último domingo, 21, mas isto não aconteceu por conta de problemas de ordem técnica no aplicativo desenvolvido exclusivamente para este fim.

O estrago no PSDB, diante da eleição de 2022, já está feito. A falha na votação, por si só, já é uma catástrofe. Imagine o candidato tucano à Presidência, seja ele quem for, querer discutir competência administrativa com um adversário político, se o seu partido não consegue sequer promover uma votação interna. Maior ainda será o estrago que será promovido pelo derrotado nas prévias. Tudo indica que o governador de São Paulo, João Dória Júnior, será o escolhido para disputar o Palácio do Planalto pelo PSDB. Seu principal adversário neste processo de escolha é o governador gaúcho Eduardo Leite, que, diante da eminente derrota, já tem se dedicado a descredibilizar o modelo de votação adotado por seu partido, dando margem para rompimentos internos.

Afora isto, o PSDB deverá escolher errado. João Dória não é o nome indicado para disputar a Presidência. Trata-se de um candidato elitizado em um país encravado de abismos sociais. Eduardo Leite seria o fato novo no processo, com apelo popular muito mais capilarizado. Tem a vantagem, ainda, de se comunicar infinitamente melhor do que Dória, adjetivo que será fundamental na próxima eleição presidencial, por conta das múltiplas candidaturas eloquentes que teremos.

Alex Bristot, de Santa Rosa, irá concorrer a federal

Economista e comunicador Alex Bristot, que já havia se disposto a disputar a Assembleia Legislativa pelo PSB, mudou plano de voo e irá tentar emplacar uma cadeira na Câmara Federal. Na eleição municipal do ano passado, Alex disputou a vice-prefeito de Santa Rosa do Sul, pelo Progressistas. Logo depois daquele pleito, acabou migrando para o PSB, com a intenção de colaborar na organização do partido em nossa região. De forma natural foi convidado pela cúpula estadual de sua nova legenda para disputar o parlamento catarinense. Com o PSB almejando disputar o Governo do Estado, através do ex-deputado federal Jorge Boeira, Alex ganhou uma incumbência maior, e deverá concorrer ao mandato de deputado federal ano que vem.

Jusa Tiscoski será homenageado com Comenda do Legislativo

Ex-prefeito de Sombrio, José Antônio Tiscoski da Silva, o Professor Jusa (PP), irá receber na próxima segunda-feira, 29, a Comenda do Legislativo Catarinense, em reconhecimento as suas atividades junto ao magistério de Santa Catarina ao longo de 37 anos de trabalho. A indicação da Comenda é o deputado estadual José Milton Scheffer (PP). Jusa, que atuou na maior parte de sua vida como educador na área de Educação Física, atualmente é direto da Escolha Jovem, o maior educandário estadual de Sombrio. O professor é sobrinho do ex-deputado federal Leodegar Tiscoski, e neto do segundo prefeito de Sombrio, José Tiscoski.

Líder do MDB deixará partido depois de 30 anos

Ex-vereador sombriense Flávio Colombo, que ao longo dos últimos 30 anos militou tanto no MDB de Sombrio, quanto de Balneário Gaivota, município onde foi secretário de Turismo, diz que irá migrar para o partido que vier a receber a filiação do deputado estadual Jessé Lopes. Em 2018, Jessé foi eleito pelo PSL, sigla que recentemente se fundiu com o Democratas, dando origem ao União Brasil. O parlamentar, no entanto, já disse que não integrará a nova legenda, e deverá se filiar ao PTB, ou ao PL. “Vou acompanhar o Jessé e os bolsonaristas de um modo geral. Acredito que este grupo está de fato imbuído do desejo de mudar o Brasil para melhor, e eu vou acompanha-los nesta nova etapa da minha vida”, comenta Colombo, que já assessorou o ex-deputado federal Edinho Bez (MDB).

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 3 milhões nesta quarta-feira Próximo

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 3 milhões nesta quarta-feira

Acusada de matar grávida em SC é julgada nesta quarta Anterior

Acusada de matar grávida em SC é julgada nesta quarta

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.