• Sábado, 04 de Dezembro de 2021
  1. Home
  2. Política
  3. Jorginho Mello oficializa pré-candidatura ao Governo

Política

Jorginho Mello oficializa pré-candidatura ao Governo

Senador Jorginho Mello promoveu encontro estadual do PL, seu partido, no sábado, em Lages, ocasião em que lançou sua pré-candidatura ao governo catarinense oficialmente. Tratou-se de um encontro grande, com dois mil participantes, dentre eles 42 prefeitos, 286 vereadores, cinco deputados estaduais e ainda a vice-governadora Daniela Reinehr. Notadamente, foi um ato político bastante prestigiado, por óbvio, por lideranças ligadas ao PL, mas também ao ex-PSL, que se fundiu com o Democratas para dar origem ao União Brasil.

Em nosso Estado, está cada vez mais claro que os bolsonaristas, antes ligados, ou simpatizantes do PSL, estão se aproximando do PL de Jorginho, ou do PTB, do deputado estadual Kennedy Nunes, que comanda a legenda em Santa Catarina. São raros aqueles que de fato se aliaram ao Democratas para consolidar o União Brasil, como fez o deputado federal Fábio Schiochet, eleito pelo PSL em 2018 na onda Bolsonaro.

É muito provável que PL e PTB estejam unidos, ano que vem, para disputar o governo catarinense, tendo Jorginho Mello como candidato ao comando do executivo estadual, numa franca defesa do projeto de reeleição do presidente Jair Bolsonaro. Os dois partidos devem contar com outras legendas com perfil conservador para engordar a aliança. O PSC, que é muito ligado ao meio evangélico, é uma daquelas siglas na mira do grupo que está se formando. Todavia, o partido também vem sendo assediado pelo União Brasil, que almeja ter em seu grupo, ainda, o Podemos, o Republicanos e até mesmo o PSD.

PSDB suspende convenção nacional

PSDB nacional suspendeu realização das prévias que objetiva escolher, ontem, o candidato da legenda à Presidência da República. A votação estava acontecendo via aplicativo de celular, e também através de urnas eletrônicas. O tal aplicativo, que custou R$ 1,3 milhão ao partido, acabou não dando conta do recado, e ficava mais travado do que funcionando ao longo de todo o domingo. O grupo do governador gaúcho Eduardo Leite, que é pré-candidato a presidência pelo partido, já vinha denunciando que o sistema era falho. Os outros dois pré-candidatos são o governador de São Paulo, João Dória Júnior, e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio. Ao longo da semana o partido vai se reunir para ver o que fazer da vida diante desta situação.

PSC está entre Jorginho e Gean Loureiro

Coordenador regional do PSC, Jâneo Margutte, diz que a tendência natural de seu partido se é aliar ao projeto do senador Jorginho Mello (PL) ao Governo do Estado, ou ao projeto do prefeito de Florianópolis, Gean Loreiro (UB), no mesmo sentido. Conforme Jâneo, o PSC estadual já deliberou que não estará unido a nenhum partido de esquerda, e tampouco aceitará participar de uma aliança que conte com a presença de alguma legenda desta tendência ideológica. Conforme o coordenador, a decisão quanto a que direção o PSC tomará só será tornada pública depois que as pré-candidaturas ao governo de todos os principais partidos estiverem oficializadas. Provavelmente isto só acontecerá em março.

Cinco pré-candidatos a estadual estão se ressaltando

Dos quase 20 pré-candidatos a deputado estadual por nossa região, cinco tem se destacado na montagem de seus projetos, com vistas à 2022: Tiago Zilli (MDB), Ricardo Ghellere (UB), Rogildo Bordignon (PSDB), Marco Antônio Mota, o Motinha (Republicanos), e, por óbvio, José Milton Scheffer (PP), que, meramente, está dando sequência a um projeto de reeleição. A maioria absoluta dos demais, no entanto, ainda estão na base do “vamos ver”. O fato é que praticamente todos deste segundo grupo trazem consigo muitas condicionantes. Em política, no entanto, a única condicionante que deve ser levada em consideração é a que normatiza a hora de acordar para ir para a rua trabalhar.

Júlio Garcia decidirá mês que vem se vai à reeleição

Deputado estadual Júlio Garcia (PSD) diz que vai decidir apenas no final do ano se será, ou não, candidato à reeleição ano que vem. Fonte bastante ligada ao parlamentar, no entanto, ressalta que a decisão já está tomada, e ela converge para uma nova candidatura de Júlio à Assembleia Legislativa. Em nossa região, o maior reflexo disto está ligado a pré-candidatura de Gisla Scaini (PSD), de Balneário Arroio do Silva, ao parlamento estadual. Em princípio, ela é pré-candidata na vaga de Júlio Garcia, mas, por óbvio, ele precisa não concorrer para que este projeto se viabilize. A tendência natural é que Gisla assuma a coordenação de campanha de Júlio em nossa região e em boa parte do Sul do Estado.

‘Vou matar todos’: motorista atropela adolescentes e mata jovem em SC Próximo

‘Vou matar todos’: motorista atropela adolescentes e mata jovem em SC

Mais de 200 motoristas são flagrados dirigindo sob efeito de álcool nas rodovias federais em SC Anterior

Mais de 200 motoristas são flagrados dirigindo sob efeito de álcool nas rodovias federais em SC

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.