• Sexta-feira, 27 de Maio de 2022
  1. Home
  2. Política
  3. Leodegar vê como possível candidatura de Amin ao governo

Política

Leodegar vê como possível candidatura de Amin ao governo

Ex-deputado federal Leodegar Tiscoski (PP) tem participado de discussões que objetivam viabilizar um projeto autoral do partido para disputar o Governo do Estado neste ano. De acordo com ele, a possibilidade de que o senador Esperidião Amin (PP) concorra à governadoria é bastante real. Conforme Leodegar, no entanto, há a necessidade da construção de uma coligação robusta, para que o projeto seja viabilizado. Em princípio, o Progressistas tem conversado com o PSDB e com o PTB, para tentar solidificar este projeto. O problema é que todos estão conversando com todos, o que deixa o avanço das negociações bastante entravado. O PSDB, por exemplo, tem negociado com o governador Carlos Moisés (Rep). Já o PTB, por ora, está na base de apoio de Jorginho Mello (PL). O Progressistas, no entanto, não descarta o lançamento de uma chapa pura, apostando na possibilidade de cinco, ou seis candidatos ao governo. Isto poderia colocar Amin no segundo turno, quem sabe, com até 20% dos votos do eleitorado catarinense.

Carlos Moisés deve vir amanhã à região

Em que pese as condições climáticas, governador Carlos Moisés da Silva (Rep) está mantendo, por enquanto, agenda que tem amanhã, em nossa região. Em princípio, às 15h ele deverá estar em Balneário Gaivota, onde assinará convênio no valor de R$ 41 milhões para a pavimentação de 23 quilômetros da Rodovia Caminhos do Mar, a ex-Interpraias, entre a divisa de Gaivota com Balneário Arroio do Silva, como também com Passo de Torres. Ato seguinte, a agenda do governador contempla a assinatura de dois convênios em Balneário Arroio do Silva: uma para a revitalização da orla marítima da sede municipal, através da construção de um calçadão, no valor de R$ 4,8 milhões, e outro para a pavimentação da segunda etapa do Acesso Sul do município, no valor de R$ 7, 3 milhões. À noite está prevista uma janta entre o governador e os prefeitos e vices de nossa região, em Araranguá.

A vinda do governador pode ser alterada, por conta das condições climáticas que têm acometido o Estado nos últimos três dias. Todavia, como a agenda já era para ter sido realizada na semana passada, e acabou sendo transferida para esta, a intenção de Carlos Moisés é cumprir com o que está programado. É que além das questões de ordem administrativa a agenda também tem um forte peso político eleitoral. No jantar programado com os prefeitos da região, por exemplo, Carlos Moisés irá procurar reforçar seus vínculos com as bases políticas aqui do Extremo Sul, de olho, obviamente, em seu projeto de reeleição.

Neste momento, o governador conta com a simpatia da grande maioria dos prefeitos da região da Amesc diante do pleito eleitoral deste ano. Prefeitos, no entanto, são filiados a partidos, e partidos, por vezes, acabam sendo maiores que prefeitos, por conta da pressão de suas bases. Em função disto, o governador tem mantido uma marcação cerrada junto aos prefeitos, transmutada, principalmente, através da assinatura de convênios. A liberação dos recursos propriamente ditos, por óbvio, passarão a acontecer, num maior ou menor tempo, dependendo do engajamento destes prefeitos à campanha de Carlos Moisés. Em princípio, pelo menos em nossa região, a grande maioria dos prefeitos e vices, independentemente da orientação partidária que receberem, deverão estar aliados ao projeto de reeleição do governador.

Ciro Gomes foi quem mais agradou prefeitos na Marca em Brasília

Prefeitos, vices, vereadores e agentes públicos de nossa região, que participaram da Marcha dos Prefeitos à Brasília, na semana passada, ficaram bastante entusiasmados, e impressionados, com a fala no evento do ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), que é pré-candidato à Presidência da República. Em linhas gerais, dentre os que tiveram a oportunidade de expor suas ideias para o Brasil aos presentes, Ciro, de forma consensual, foi aquele que teria se saído melhor. Quem também causou boa impressão foi o ex-governador de São Paulo, João Dória Júnior (PSDB). Ciro, no entanto, foi o único a ser aplaudido de pé por todos. O presidente Jair Bolsonaro (PL), por óbvio, acabou sendo o mais assediado. Também foi o que demonstrou mais empatia, indo, literalmente, para o meio do público presente para fazer sessões de fotos. Em linhas gerais, dos cerca de 7 mil presentes, a absoluta maioria se mostrou mais sintonizada com um projeto de reeleição de Bolsonaro, do que com seu desalojamento do poder.

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 60 milhões nesta quarta-feira Próximo

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 60 milhões nesta quarta-feira

Abertura de canal pela defesa civil ajuda escoamento de águas do rio Araranguá Anterior

Abertura de canal pela defesa civil ajuda escoamento de águas do rio Araranguá

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.