• Terça-feira, 27 de Julho de 2021
  1. Home
  2. Política
  3. Pesquisa estadual mostra números para 2022

Política

Pesquisa estadual mostra números para 2022

Grupo ND divulgou pesquisa realizada pelo Instituto Lupi & Associados, sob sua encomenda, a respeito da corrida sucessória estadual. A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 18 de julho, em sete mesorregiões do Estado, tendo margem de erro de 3,1% e nível de confiança de 95%. O principal objetivo era saber quais nomes, neste momento, estão despontando como preferidos junto a população catarinense para o comando do Estado. De acordo com a empresa pesquisadora, o público entrevistado, 50,4% é do sexo feminino e 49,6% do sexo masculino. A faixa etária com maior participação na pesquisa tem de 45 a 59 anos (30,1%). A população com ensino médio representa a maioria dos entrevistados (50,6%) e tem renda familiar de 2,1 a cinco salários mínimos (42,3%). 

A pesquisa analisou dez cenários, cada qual cruzando vários possíveis candidatos entre si. No cenário 1, o govenador Carlos Moisés da Silva (S/P) aparece com 19,1% das intenções de voto, Décio Lima (PT) com 9,5%, Jorginho Mello (PL) com 9,5%, Gean Loureiro (DEM) com 5,4%, Napoleão Bernardes (PSD) com 4,7%, Gelson Merisio (PSDB) com 4,1%, Paulino Bornhausen (Podemos) com 3,3%, Dário Berger (MDB) com 2,8%, Joares Ponticelli (PP) com 2,8% e Fernando Coruja (PDT) com 1%. Disseram que irão votar em branco, anular o voto ou não quiseram responder 17,2%, e disseram que não sabem em quem vão votar 21,3%.  

O cenário 2, que conta com o nome do ex-governador Raimundo Colombo (PSD), mostra sua liderança com 18,2%, seguido de Carlos Moisés com 15,1%, Décio Lima com 8,5%, Jorginho com 8,4%, Gean Loureiro com 5,1%, Merisio com 3,3%, Dário com 2,8%, Paulinho com 2,8%, Ponticelli com 2,1% e Coruja com 1,3%. Nulo, branco e não responderam somaram 16,3% e disseram não saber em quem votar 16,1%.  

O cenário 3 traz uma surpresa com a expressiva aceitação do prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), na disputa pelo comando do Estado. Enquanto o governador Carlos Moisés aparece com 17,4% das intenções de votos, Rodrigues aparece com 16,5%, seguido de Décio Lima (PT) com 9,4%, Jorginho Mello com 7%, Gean Loreiro com 5,3%, Merisio com 3,6%, Dário com 3,4%, Paulinho com 2,4%, Ponticelli com 1,8%, e Coruja com 1,1%. Não responderam, nulo e branco somaram 12% e não sabem somaram 20,1%. 

Carlos Moisés aparece bem sempre que pesquisado  

O cenário 4 da pesquisa Lupi & Associados, contratada pelo Grupo ND, mostra Carlos Moisés com 18,5%, Jorginho com 9,8%, Décio Lima com 9,5%, Antídio Lunelli (MDB), com 4,8%, Merisio com 3,9%, Napoleão Bernardes com 3,1%, Paulinho Bornhausen com 2,8%, Joares Ponticelli com 2% e Fernando Coruja com 1,2%. Não responderam, votaram nulo ou em branco 18% e outros 20,8% disseram que não sabem ainda em quem votar. No cenário 5, Colombo aparece com 15,9%, Carlos Moisés com 15,6%, Jorginho com 9%, Décio Lima com 8,6%, Gean Loureiro com 5,5%, Antídio Lunelli com 4,7%, Merisio com 3,4%, Paulinho Bornhausen com 2,3%, Ponticelli com 1,7% e Coruja com 1,4%. Não responderam, nulo e branco somaram 15,3% e não sabem 16,6%.  

João Rodrigues é a surpresa da pesquisa realizada  

O sexto cenário da pesquisa mostra Carlos Moisés com 17,4%, João Rodrigues com 15,5%, Décio Lima com 9,5%, Jorginho Mello com 6,5%, Gean Loureiro com 5,3%, Antídio Lunelli com 4,6%, Merisio com 3,6%, Paulinho Bornhausen com 2,4%, Ponticelli com 2% e Fernando Coruja com 1,3%. Não responderam, anularão o voto ou votarão em branco somaram 11,9%, e outros 20% disseram que não sabem em que votarão. O cenário 7 mostra Carlos Moisés com 18,4%, Jorginho Mello com 9,6%, Décio Lima com 9,4%, Gean Loureiro com 6%, Napoleão Bernardes com 4,6%, Paulinho Bornhausen com 3%, Celso Maldaner (MDB) com 2,1%, Ponticelli com 2,1% e Coruja com 1,3%. Outros 17,8% não quiseram responder, anularão o voto ou votarão em branco, e 21,6% ainda não sabem em quem votar.  

Colombo se mantém bem cotado entre os catarinenses  

No oitavo cenário, o ex-governador Raimundo Colombo lidera com 18,6%, seguido de Carlos Moisés com 16,8%, Décio Lima com 8,8%, Jorginho com 8,8%, Gean Loureiro com 5,5%, Merisio com 3,3%, Paulinho Bornhausen com 2,6%, Celso Maldaner com 1,9%, Ponticelli com 1,9% e Coruja com 1,4%. Não quiseram responder, disseram que votarão em branco ou nulo 16,4% e outros 14% disseram que não sabem em que vão votar. No nono cenário, Carlos Moisés aparece com 17,3%, João Rodrigues com 16,5%, Décio Lima com 9,6%, Jorginho com 6,7%, Gean Loureiro com 5,7%, Merisio com 3,4%, Paulinho com 2,3%, Celso Maldaner com 2,2%, Ponticelli com 1,9% e Coruja com 1,3%. Não quiseram responder, votarão nulo ou em branco 11,4% e outros 21,7% disseram que não sabem ainda em que votar.  

MDB precisa de unidade caso queira emplacar governador  

A pesquisa se encerra com um décimo cenário, em que figuram Colombo com 18%, Moisés com 15,4%, João Rodrigues com 10,1%, Décio com 8,3%, Jorginho com 8,1%, Gean com 5%, Antídio com 3,4%, Merisio com 3,1%, Napoleão com 2,4%, Paulinho com 2,2%, Ponticelli com 2%, Dário com 1,5%, Coruja com 1,5% e Maldaner com 1,2%. Não quiseram responder, irão votar em branco ou anular o voto 7,9% e não sabem ainda em quem votar 9,9%. Vários pontos ficam bem claros na pesquisa ND/Lipi & Associados. Primeiro: Carlos Moisés está no jogo. Tem chances de reeleição, dependendo para onde migre. O PSD está no jogo, com Colombo e João Rodrigues. Jorginho tem potencial. O MDB precisa se definir e se lançar. A esquerda precisa se unir se quiser jogar. Todos os demais precisam repensar suas estratégias. 

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em maio Próximo

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em maio

Muro de casa é atingido 2 vezes em intervalo de 4 dias após acidentes em SC; Assista vídeo Anterior

Muro de casa é atingido 2 vezes em intervalo de 4 dias após acidentes em SC; Assista vídeo

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.