• Terça-feira, 02 de Março de 2021
  1. Home
  2. Política
  3. Vice-prefeito municipal Tano Costa avalia início do Governo Municipal e faz projeções

Política

Vice-prefeito municipal Tano Costa avalia início do Governo Municipal e faz projeções

O vice-prefeito de Araranguá, Cristiano da Silva Costa, Tano (PSD) tem contabilizado elogios públicos pela sua garra, humildade e competência. Esses predicados, aliado a análise sobre o início do mandato foram pautas da breve entrevista que ele concedeu ao JC Redação. Confira:

JC -És um bem sucedido empresário no ramo da construção. Como tens conciliado essa atividade com os compromissos de vice-prefeito?

TANO COSTA – Ocorreram adequações na empresa, mas quando decidi colocar meu nome à disposição para disputar as Eleições Municipais como vice-prefeito, já estava consciente desse cenário. Desde o início do mandato, mantenho expediente diário e, em horário integral, junto ao Paço Municipal. Isso permite desenvolver várias ações, incluindo, por exemplo, o permanente monitoramento das obras públicas; intensificar à captação de emendas parlamentares, visitar as comunidades para ouvir demandas e verificar diferentes “in loco”. 

JC - Em Araranguá, é público e notório a existência da chamada síndrome do vice-prefeito, por meio da qual a relação entre os ocupantes desse cargo e o chefe do Executivo frequentemente apresenta problemas. Como está a convivência com o prefeito Cesar Cesa (MDB)?

TANO COSTA – Assim como já ocorreu na campanha eleitoral, continuamos trabalhando de maneira conjunta. Aliás, a harmonia prevalece em todo o grupo de trabalho, que está unido para apresentar o melhor desempenho possível, cada um contribuindo com suas qualidades. Existe compromisso de fazer uma bela administração municipal, desenvolvendo um projeto macro e não micro. Ou seja, nós dois e toda a equipe de trabalho está despida de vaidades em nome do bem comum e da luta pelo maior desenvolvimento de Araranguá.

JC – Em 2016 foste o vereador mais votado no pleito para a Câmara Municipal – contabilizando 1.870 votos – porém, quatro anos mais tarde abdicaste de tentar uma encaminhada reeleição para concorrer na disputa majoritária. Por que?

TANO COSTA – Agradeço a todos que confiaram seus votos em 2016. Tenho certeza de que me dediquei ao máximo enquanto vereador, intercedendo por obras, diversas melhorias e qualificação do serviço público. Enfim, entendo que cumpri meu ciclo junto a Câmara Municipal. Do primeiro ao último dia do mandato honrei com a função de legislar e mantive personalidade. Interagi e aprendi muito, mas a sucessão de fatos provocou uma série de reflexões, incluindo o desejo de trocar de partido (PP pelo PSD), bem como colocar em prática o projeto de atuar no Executivo Municipal. Felizmente houve respaldo nas urnas. Agora, a missão é retribuir essa confiança, trabalhando para atender os anseios da população.

JC – Qual a sua análise sobre esses 36 dias de mandato?

TANO COSTA – O trabalho recém iniciou, entretanto, a apresentação de resultados tem que ser instantânea e efetiva. Existe um planejamento da dupla Tano e César Cesa, que abrange a equipe de apoio e também a população. Estamos unindo esforços para o bem comum de Araranguá. Nesse primeiro momento foi providenciada a retomada de obras importantes como nas vias que levam a futura ponte entre Morro dos Conventos e Distrito Hercílio Luz; à retomada das obras na Ciclovia na ARA-227, no acesso a Balneário Morro dos Conventos; ajustados detalhes junto a construção da Arena Poliesportiva Municipal Professor Nilson Matos Pereira; intensificadas ações para viabilizar à reforma e revitalização da Ponte Pênsil, no Bairro Barranca; além de ter iniciado o programa para recuperação de ruas e espaços públicos.

JC – Paralelo a essas questões, também existe a situação administrativa. Poderia comentar em qual o cenário no Executivo Municipal?

TANO COSTA - O prefeito Cesar, eu e a equipe de trabalho estamos providenciando um diagnóstico dos diferentes setores. Só com a redução dos cargos comissionados, a economia gerada soma em torno de R$ 560 mil por ano. O contexto administrativo é tratado com extremo critério e responsabilidade. Já apuramos dados importantes, mas a pesquisa será ampliada. Depois da auditoria interna – que começou a ser implantada nessa sexta-feira, dia 5 - está prevista uma reforma administrativa. Nosso projeto é como uma obra: precisa dispor de uma base sólida para proporcionar sustentação!

LIQUIDARU tem data de encerramento prorrogada Próximo

LIQUIDARU tem data de encerramento prorrogada

Educação de Maracajá realiza Pesquisa de Retorno das Aulas Presenciais e Semana Pedagógica Anterior

Educação de Maracajá realiza Pesquisa de Retorno das Aulas Presenciais e Semana Pedagógica

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.