• Sexta-feira, 27 de Maio de 2022
  1. Home
  2. Saúde
  3. Com 28 casos de óbitos por influenza, SC registra baixa procura por vacinas

Saúde

Com 28 casos de óbitos por influenza, SC registra baixa procura por vacinas

Campanha de vacinação contra gripe e sarampo termina no dia 3 de junho e nem metade da cobertura vacinal ideal foi atingida.

A baixa cobertura vacinal em Santa Catarina somada aos números já registrados de óbitos no Estado têm preocupado as autoridades. Diante do cenário, a Secretaria de Saúde de Santa Catarina (SES) divulgou nesta quarta-feira (10) um novo boletim epidemiológico da influenza.

O documento apresentava 28 óbitos pela doença. Apenas um dia depois, (11), a SES divulgou que a cobertura vacinal contra gripe e sarampo está muito longe do desejado.

Conforme o boletim influenza n° 08/2022 da DIVE/SC (Diretoria de Vigilância em Saúde de Santa Catarina) até o dia 07/05/2022, já eram 157 casos notificados de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) por Influenza.

Os 28 óbitos ocorreram em indivíduos nas faixas etárias de menor/igual de 1 ano (3,6%), de 40 a 49 anos (3,6%), de 50 a 59 anos (10,7%), de 60 a 69 anos (7,1%), de 70 a 79 anos (28,6%) e acima de 80 anos (43,0%).

No período entre 26/12/2021 a 07/05/2022, as unidades sentinelas do estado coletaram 845 amostras de casos de síndrome gripal. Destas, 68 apresentaram resultado positivo para influenza, sendo 49 casos influenza A/H3 Sazonal, 14 casos de influenza A não subtipado e cinco casos influenza A.

Crianças também registram cobertura vacinal muito abaixo do esperado – Foto: Arquivo/Agência Brasil

Baixa procura vacinal preocupa autoridades

A campanha de vacinação termina no dia 3 de junho e as metas são de 90% para gripe e 95% para sarampo. A cobertura vacinal para a campanha de vacinação contra a gripe está em 35%. Entre as crianças de 6 meses a menores de 5 anos a situação preocupa. Deste público, apenas 17,6% foram vacinadas; entre os professores, a cobertura está em 11,5%; e entre as gestantes, apenas 10,7%.

A cobertura vacinal de sarampo também registra um número muito abaixo do esperado. Apenas 22,9% do público se vacinou. Entre as crianças de 6 meses a menores de 5 anos o número é de 16% e nos trabalhadores da saúde 37%.

Arieli Fialho, gerente de imunização da DIVE, reforçou a importância da vacinação. “Insistimos tanto na vacinação porque essa é a melhor forma que temos de evitar o adoecimento, no caso do sarampo, e evitar complicações e, até mesmo mortes, no caso da gripe. Para as pessoas dos grupos prioritários, as vacinas são oferecidas gratuitamente nos postos de saúde de todo o estado e elas são seguras e eficazes. Então, contamos com a população para alcançar as metas de vacinação”, finaliza a profissional.

Números de vacinados nas campanhas de gripe e sarampo não atingiram nem metade da meta- Foto: Pixabay

Quem pode vacinar contra a gripe

No caso da gripe, podem ser vacinadas todas aquelas pessoas que fazem parte de um dos grupos prioritários:

Idosos com 60 anos ou mais;

Trabalhadores da saúde;

Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;

Gestantes e puérperas (mães até 45 dias após o parto);

Indígenas;

Professores;

Pessoas com comorbidades;

Pessoas com deficiência permanente;

Caminhoneiros;

Trabalhadores do transporte coletivo;

Trabalhadores portuários;

Forças de segurança, salvamento e forças Armadas;

Funcionários do sistema prisional;

População privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.

Na Campanha de Vacinação contra a gripe está sendo utilizada a vacina contra influenza trivalente, que protege contra três subtipos de vírus influenza: A(H1N1), A(H3N2) e B.

Quem pode vacinar contra o sarampo

Podem ser vacinados contra o sarampo os trabalhadores da saúde e as crianças de 6 meses a menores de 5 anos. A vacinação para este público é indiscriminada, ou seja, mesmo que o esquema vacinal esteja completo, a pessoa deve receber uma dose da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola.

Fonte: ND Mais

Moradores de locais afetados por inundações devem ficar atentos com focos de contaminação Próximo

Moradores de locais afetados por inundações devem ficar atentos com focos de contaminação

Antes de vir a SC dia 22, vice-presidente conhece modelo catarinense de Segurança Pública Anterior

Antes de vir a SC dia 22, vice-presidente conhece modelo catarinense de Segurança Pública

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.