• Segunda-feira, 08 de Agosto de 2022
  1. Home
  2. Saúde
  3. Santa Catarina é o sexto Estado com mais registros de Covid-19 no país

Saúde

Santa Catarina é o sexto Estado com mais registros de Covid-19 no país

O décimo Estado mais populoso do território nacional soma mais de 1,8 milhão de diagnósticos positivos da doença desde o início da pandemia.

Santa Catarina é o 6º Estado brasileiro que mais registrou casos de Covid-19, desde o início da pandemia, segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados na quinta-feira (21).

No período foram mais de 1,8 milhão de diagnósticos positivos para a doença. No topo da lista aparece São Paulo com 5,8 milhões de casos, seguido de Minas Gerais que registrou 3,7 milhões.

No Ranking nacional, Santa Catarina também fica atrás dos estados vizinhos do Paraná e Rio Grande do Sul, que tiveram mais de 2,6 milhões de diagnósticos positivos cada.

Paraná e Rio Grande do Sul registraram mais casos que Santa Catarina – Foto: Ministério da Saúde

Já em relação ao número de óbitos,  Santa Catarina aparece em nono lugar. Foram 22.176 catarinenses que faleceram por conta do vírus, sendo que 47 foram nos últimos sete dias, segundo o governo estadual. Apesar do número, a letalidade no Estado é de 1,2% e é considerada baixa.

Municípios com maiores índices

Entre os municípios catarinenses, Joinville é o que registra o maior número de confirmados (117 mil). Na sequência aparece Florianópolis (136 mil) e Blumenau (100 mil).

Joinville e Florianópolis também registraram o maior número de óbitos, com 2.290 e 1.289 respectivamente. Também são as duas cidades mais populosas do Estado.  Itajaí foi o terceiro, com 872 mortes.

Monitoramento: 72 municípios em alerta alto

O governo estadual continua monitorando os municípios catarinenses e possui um mapa de alerta epidemiológico de Covid-19, que mostra três níveis de classificação:  baixo, médio e alto.

Para determinar o nível de cada município são levados em consideração as taxas de incidência de casos de Covid-19 e casos de hospitalizados por Síndrome Respiratória Aguda Grave, além da cobertura vacinal.

De acordo com o mapa, dos municípios catarinenses, a maioria (113) está classificado no nível médio de alerta . Alguns municípios deste grupo são: Itajaí, Florianópolis, São José, Urubicí, Criciúma, Caçador e Chapecó.

Em alerta alto estão 72 municípios. Blumenau, Joinville, Lages, Camboriú, São Joaquim, Santo Amaro da Imperatriz, Biguaçu e Maravilha são alguns deles.

Outras 109 cidades estão classificadas no nível baixo. Palhoça, Campos Novos, Videira, São Francisco do Sul, Porto Belo, Concórdia e Xanxerê são alguns dos municípios que estão neste nível.

Os dados foram atualizados pelo governo estadual no último dia 18, com informações coletadas entre 3 e 9 deste mês.

Maioria dos municípios está classificado como alerta de risco médio – Foto: Site governo estadual

Situação dos leitos de UTI

A ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do SUS (Sistema Único de Saúde) segue sendo monitorada no estado. Atualmente há 49 vagas disponíveis nos hospitais catarinenses da rede pública.  A taxa de ocupação geral é de 95,5%.

Entre as regiões catarinenses, a Grande Florianópolis é a única que aparece com 100% dos leitos ocupados. Outras cinco estão com a taxa de ocupação acima de 90%. A  região Sul é a que possui a menor taxa no estado, com 87,4%.

O levantamento conta com dados atualizados às 11h de quinta-feira (21) pelo do governo estadual.

Monitoramento dos leitos de UTI por região – Foto: Governo estadual

Fonte: ND Mais 

MEC define valores semestrais para financiamento do Fies Próximo

MEC define valores semestrais para financiamento do Fies

Receita libera consulta ao terceiro lote de restituição do IRPF Anterior

Receita libera consulta ao terceiro lote de restituição do IRPF

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.