• Sábado, 27 de Fevereiro de 2021
  1. Home
  2. Saúde e estética
  3. Técnica de Enfermagem que atua no Cemasas é a primeira a receber a vacina da Covid-19

Saúde e estética

Técnica de Enfermagem que atua no Cemasas é a primeira a receber a vacina da Covid-19

Emoção, gratidão e esperança são alguns dos sentimentos descritos por quem recebeu a dose da vacina contra a COVID-19. Em Maracajá, a Técnica de Enfermagem, Niza da Silva Rocha, que atua na área há 15 anos, sendo 12 como vacinadora, acrescenta ainda o sentimento de responsabilidade, de exemplo para a população de Maracajá. A profissional  foi a primeira pessoa a receber a vacina na manhã desta quarta, dia 20/01, no Centro Municipal de Atendimento à Saúde (Cemasas). A enfermeira que realizou a aplicação na colega, foi Maika Kalinca.

Mesmo com longa experiência na Saúde, Niza conta que teve medo diante da crise instalada devido à pandemia. " Na verdade não tive medo por mim, mas pelas pessoas idosas e com comorbidades. Como profissional de saúde tivemos que adotar medidas  sanitárias mais rigorosas, o que modificou a rotina da unidade de saúde em muitos aspectos, percebemos uma ansiedade e medo de muitos pacientes, onde tínhamos que estar bem para oferecer apoio e tranqüilidade", lembrou. 

A primeira-dama de Maracajá, Maria Claudete Rocha Brambila, acompanhou a aplicação da primeira vacina no município e confidenciou que foi um momento de muita alegria e emoção. "Sabemos que é só o início, mas já nos dá a esperança que aos poucos as doses cheguem ao nosso município e que no decorrer do ano todos nós sejamos imunizados", disse.

Vacinas

O Departamento de Saúde de Maracajá está seguindo o Plano Estadual de Vacinação, que na primeira etapa prioriza profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate a COVID-19, pessoas de 60 anos que estão em casas asilares e pessoas acima de 75 anos.  

Assim como em todo o Estado, maracajá também recebeu poucas doses, porém a diretora Michele Constantino Gonçalves, acredita que aos poucos o fornecimento vai se normalizando. "A população tem que ter um pouco de paciência, pois é uma demanda nacional. Todos receberão a vacina, mas como as doses são para o Brasil todo, temos que aguardar e continuar com todos os protocolos de segurança da Covid-19", enfatizou.

Desenvolvimento da área de Farmácia com a Pandemia gera debate virtual Próximo

Desenvolvimento da área de Farmácia com a Pandemia gera debate virtual

Tráfego de veículos pesados gera transtornos aos moradores do Cedro Anterior

Tráfego de veículos pesados gera transtornos aos moradores do Cedro

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.