• Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
  1. Home
  2. Imprensa livre
  3. Texto de araranguaense vai para emissora nacional e autoria não é citada

Imprensa livre

Texto de araranguaense vai para emissora nacional e autoria não é citada

Fato gerou descontentamento por parte da autora e de apreciadores da arte

No dia 27 de abril a escritora araranguaense Léia Batista, foi inspirada a escrever um texto fazendo referência ao momento de pandemia que o mundo vive. O material gerou muita comoção, compartilhamentos, reações e passava extremamente a realidade vivenciada por milhares de pessoas.

Porém, esse mesmo texto HIPERLINK: https://leiabatista.com.br/o-dia-em-que-a-mascara-nos-mostrou/ viralizou e foi compartilhado em diversas redes sociais, e inclusive foi narrado e colocado sobre um vídeo, divulgado no quadro Balanço Geral Santa Catarina, liderado por Cacau Menezes, na TV Record. Segundo a escritora, ela ficou sabendo do fato por alguns amigos. “Eu recebi muitos prints do meu texto sendo compartilhado em grupos de São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, só que, sem a minha assinatura e citação”.

Quando foi veiculado na emissora, muitas pessoas a avisaram. “Vieram me avisar e eu achei estranho e vi que o texto tinha sido pego por uma instituição espírita e reproduzido no quadro do Cacau Menezes. Muitas pessoas comentaram a publicação dele e pedir a citação da autoria”, pontua.

Segundo Leia, o objetivo não é ganhar dinheiro com processos e sim buscar reconhecimento. “Esse é o meu trabalho. É ao assinar o texto que sou reconhecida enquanto escritora e isso faz com que as pessoas comecem a procurar meus materiais para ler e até adquirir os meus três livros lançados”, disse.

O pedido que fica, segundo Leia, é de conscientização. “Antes de compartilhar, procure a fonte, encontre o autor e o valorize. Precisamos valorizar a cultura, a produção textual e todo trabalho desse tipo”, concluiu.

Segundo informações, foi creditado o texto na edição do Balanço Geral desta sexta-feira, 29, porém o vídeo ainda não tinha sido disponibilizado no canal do Youtube da emissora.

Confira o vídeo:

Confira o texto:

Em minha última ida ao supermercado fui recepcionada com uma borrifada de álcool gel nas mãos, antes de me infiltrar pelos vários corredores onde se encontravam outros mascarados como eu.

Quem diria? Sorri por baixo do tecido branco. Quem diria que nossas faces, algum dia, seriam representadas apenas pelos olhos? Quem seria capaz de apostar que chegaríamos ao ponto de ter que decodificar o sorriso (ou o mau humor) das pessoas que encontramos por aí, através dos olhares?

Enquanto selecionava produtos e enchia o carrinho de compras, fui me dando conta das vantagens de usar máscara, além da prevenção ao coronavirus.

Nunca fomos tão iguais, andando nos supermercados , nas ruas, em qualquer lugar. De repente o feio e o bonito, desapareceram por trás de um paninho mágico. De uma hora para outra ficou desnecessário e inconveniente usar maquiagem, porque a única coisa que temos a exibir são os olhos que, por sensatez, dispensam a moda exagerada dos cílios postiços.

Como um uniforme facial, independente da cor ou estampa, a máscara unificou as pessoas. E, ao mesmo tempo, induz a olhar para frente sem muito interesse no que este ou aquela está vestindo ou calçando. Se é rico ou pobre, elegante ou cafona, novo ou velho…a máscara encobriu estes aspectos da hierarquia social.

Tenho a impressão de que se num daqueles corredores houvesse alguém usando pijama e pantufas, ninguém acharia estranho desde que estivesse de máscara.

A máscara nos trouxe o verdadeiro sentido de igualdade que se apresenta no momento de vulnerabilidade. Todos podemos adoecer e morrer do mesmo jeito, e ainda que alguns achem que por serem mais jovens, fortes, atléticos, estão protegidos, não são capazes de se arriscar e descobrir que estavam equivocados. Pela primeira vez, os que ousam infringir a nova lei da normalidade não são considerados ousados ou revolucionários, mas sim desprovidos de inteligência.

Por muito tempo se ouvirá dizer que um vírus surgiu na Terra e tirou tudo do lugar. Mas eu gosto de pensar que um dia na Terra um simples pedaço de pano colocou o mundo inteiro no mesmo lugar.

Léia Batista

Estado confirma 8.530 casos e 134 óbitos por Covid-19 Próximo

Estado confirma 8.530 casos e 134 óbitos por Covid-19

Ricardo Ghelere se afasta de suas funções no IMAS para concorrer a Prefeitura de Araranguá Anterior

Ricardo Ghelere se afasta de suas funções no IMAS para concorrer a Prefeitura de Araranguá

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.