• Segunda-feira, 15 de Abril de 2024
  1. Home
  2. Política
  3. Pedido de Informação: vereador, Douglas, questiona falta de pavimentação na avenida em frente ao cemitério Jardim da Paz

Política

Pedido de Informação: vereador, Douglas, questiona falta de pavimentação na avenida em frente ao cemitério Jardim da Paz

Araranguá

Alguns Pedidos de Informações geraram discussão na sessão de quarta, 20, na Câmara Municipal – a última do mês. Entre eles, um de autoria do vereador, Douglas Michels, que cobra explicações sobre a pavimentação da Avenida Antonio Manoel João, no bairro, Nova Divinéia. A via passa em frente ao cemitério Jardim da Paz.

Os questionamentos aprovados dizem respeito a existência de projeto de pavimentação da avenida, bem como, qual o cronograma da obra em caso de estar na programação da administração municipal.

Para o autor do pedido, este é um apelo da comunidade que merece ser esclarecido. “A pavimentação da Av. Antônio Manoel João, que dá acesso Cemitério Jardim da Paz, conhecido como Novo Cemitério, bem como a Capela Mortuária e ao Loteamento Santa Helena, é uma promessa da atual gestão que, embora de grande impacto, não aparenta sair do papel. O presente Pedido de Informação visa esclarecer a intenção do Poder Executivo quanto a esta obra tão aguardada, por se tratar de umas vias mais importantes do município”, justificou.

BANCADA DO PP TAMBÉM COBRA EXPLICAÇÕES SOBRE CONTRATAÇÕES DO CIS AMESC

Ainda durante a sessão, os vereadores com mandato pelo PP, Márcio Tubinho, Douglas Michels, Diran e Jorginho aprovaram um Pedido de Informações conjunto que trata de questionamentos relacionados a contratação de profissionais de saúde pelo município através do Cis Amesc.

Quatro questionamentos devem ser encaminhados à administração: “1. Relação de todas as contratações de pessoal realizadas via CIS AMESC a partir de 2021, especificando: 1.1 Nome completo dos contratados; 1.2 Cargo ou função desempenhada; 1.3 Regime de contratação (CLT, temporário, terceirizado, etc.); 1.4 Data de início e término do contrato, quando aplicável; 1.5 Remuneração mensal. 2. Documentação comprobatória das formas de seleção e contratação adotadas para os referidos funcionários, incluindo editais de concursos públicos, processos seletivos simplificados, contratos de terceirização, entre outros. 3. Informações sobre os critérios de avaliação e seleção dos profissionais contratados, bem como os procedimentos adotados para garantir a transparência e a lisura dos processos de contratação. 4. Relatório de prestação de contas referente aos gastos com pessoal, discriminando o valor total destinado às remunerações dos funcionários contratados por meio do CIS AMESC”.

O prazo legal para que as respostas sejam devolvidas ao Legislativo é de quinze dias do seu recebimento.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Câmara de Vereadores de Araranguá

Projeto Mais Gaivota conquista espaços públicos para PCDs e idosos Próximo

Projeto Mais Gaivota conquista espaços públicos para PCDs e idosos

Uso de 'drones' nas ações de combate ao mosquito da dengue pode ser lei em Araranguá Anterior

Uso de 'drones' nas ações de combate ao mosquito da dengue pode ser lei em Araranguá

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.